Dentre os apreciadores famosos na História, o Pug conta com o Rei Louis XIV; Josephine, imperatriz de Napoleão; Rainha Victoria; O Duque e Duquesa de Windsor;
A esposa de Napoleão Bonaparte, Josephine, teve um Pug de nome “Fortune”. Na noite em que eles se casaram, Josephine se recusou a dormir em sua cama até que o seu Pug fosse autorizado a dormir com eles. Fortune foi utilizado para enviar mensagens secretas a Napoleão na ocasião em que sua dona foi parar na cadeia. As mensagens secretas eram colocadas por baixo da coleira do cachorro e entregues para o seu marido;
Os cães da raça Pug da soberana Victoria se chamavam Minka, Vênus, Fátima, Olga, Pedro, entre outros;
Em consequência do seu rosto amassado, o Pug ronca e faz vários barulhinhos peculiares;
Ele é um dos maiores cães do grupo Toy;
Mesmo tendo uma pelagem curta, não se engane, o Pug solta bastante pelo;
A notoriedade do Pug explodiu recentemente com o primeiro filme Men in Black (MIB) e o personagem canino Frank, que por fim se mostrou um alienígena disfarçado.
O Pug esteve presente em diversos outros filmes: As Aventuras de Chatran, Pocahontas, Hotel Bom Pra Cachorro,
Séculos atrás na China, as ruguinhas na testa do Pug foram intencionalmente criadas com o objetivo de se assemelharem com o caractere chinês referente a palavra “Príncipe”;
Os olhos do Pug podem sair, como por exemplo, ao involuntariamente puxar a guia com força. A conjuntura é conhecida como exoftalmia e é habitualmente identificada em cachorros de focinho curto devido à órbita rasa;
Depois que o cachorro chamado Pompey advertiu o príncipe Guilherme, o Taciturno, da abordagem dos espanhóis, assim o salvando, a espécie se tornou a oficial da Casa de Orange-Nassau;
A raça ganhou a denominação Pug devido à similaridade facial com um macaco marmoset de nome Pug.

Origem e História do Magnífico Pug

racas-de-caes - Pug - Seja especialista sobre - Pug - Seja especialista sobre

Alguns autores revelam que a espécie deriva de cães como o pequenino Dinamarquês, à medida que outros o definem como um Dogue de Bordeaux em miniatura. Independente da enorme diferença de tamanho, é possível que a origem da espécie seja a mesma do Mastim. De acordo com essa ideia, as duas raças seriam provenientes do mesmo ancestral asiático.
Sempre existiu inúmeras teorias a respeito da proveniência do Pug, que seria de fato da Ásia. Apesar da padronagem inglesa, é uma espécie listada como sendo de origem chinesa. O Pug teria sido levado para a Europa nos anos 1500 por mercadores da Companhia Holandesa das Índias Orientais, monopólio holandês responsável por toda atividade comercial nas colônias da Ásia durante esse tempo.
Devido aos cachorros da espécie Pug criados pela rainha Victória, a espécie atingiu popularidade na Inglaterra já no século XIX, especialmente os cachorros de coloração fulvo e abricot, os seus prediletos. A aparência do Pug contemporâneo provavelmente modificou a partir de 1860, na ocasião em que uma nova linhagem de cães dessa raça foi importada diretamente da China. Esses cachorros tinham as pernas mais curtas e a trufa com o aspecto tal qual percebemos atualmente.

Características do corpo do Cão da Raça Pug

A espécie Pug é vista como cachorro de companhia, fazendo parte do grupo dos cachorros Toys. Os Pugs deveriam pesar entre 6, 3 e 8, 1 kg, sendo cães robustos para a sua altura. Sua aparência geral deve ser quadrada e compacta, deve revelar “multum in parvo” (muita substância em um minúsculo volume), o que transparece em sua forma compacta, com proporcionalidade entre as partes e musculatura rígida.
A cabeça do Pug é a característica mais original e específica da espécie. Deve ser circular na ocasião em que você a percebe face a face e o nariz completamente chato no momento em que enxergado de perfil. Os olhos de um cão desta espécie são redondos, pretos, vivos e repletos de vitalidade. Suas orelhas são ajustadas no crânio e de cor preta. As rugas na cabeça devem ser fundas e simples de observar, porque dentro delas a pigmentação é mais escurecida do que fora. Deve ter uma imensa ruga acima do focinho.
Outra qualidade primordial deste cachorro é sua cauda, que é implantada por cima da garupa e precisa ser vigorosamente enrolada, o ideal que os produtores procuram, entretanto uma única volta apertada é concebível. Os Pugs têm basicamente duas cores: fawn (abricot) em várias tonalidades e preta.

Psicológico da raça Pug

O Pug é muito fiel ao dono e se torna tranquilamente um parceiro inseparável. Na verdade, ele acompanha sempre o proprietário para todos os lados, mesmo sem ser chamado. É um cão excessivamente socializável, que velozmente se enquadra e se acostuma a locais com desconhecidos. É classificado como um dos cachorros de raças mais calmos.
Outra qualidade interessante e diferenciada é o seu latido, que possui um som muito assemelhado com um ronquejar. Além de tudo é separado por roncos como se ele se encontrasse, na verdade, engasgado. No momento em que deseja se manifestar, o som se torna mais forte e também longo.
Em conformidade com impressos de sagacidade dos cães, o Pug encontra-se em posição superior a cinquenta entre as espécies analisadas no quesito inteligência e domesticação, bem como obediência e ordens.

Privilégios de Ter um Pet Pug

O Pug é frágil e terno, encantador do seu jeito. Com expressividade séria e adornada com inúmeras ruguinhas, o Pug fascina por onde é visto e faz amigos com naturalidade, seja com crianças, outros cachorros ou gatos.
O que efetivamente faz um Pug alegre é fazer parte da família. Ele é especialmente agarrado aos seus donos, que o recebem de braços abertos, com todas as suas particularidades, como os conhecidos barulhinhos toda vez que respira.
Sua personalidade serena, boa natureza e humor equilibrado são de fato os quesitos que o fizeram um querido parceiro por tantos séculos, desde os tempos que ele foi criado para ser um cão de companhia à burguesia da China.
O Pug não é um cachorro esportista e não precisa despender tanta energia. Por não carecer de bastante espaço, acostuma-se muito bem à vida em apartamentos. Uma boa recreação ou caminhada pelas ruas é conveniente para ele, sempre prestando atenção ao calor. É essencial reservar um tempo específico para a prática de atividades físicas leves, pois a raça possui propensão a engordar. Por ser arteiro, exercícios mentais são imprescindíveis a fim de conservá-lo alegre.

Enfermidades comuns do Pug

Os Pugs carecem de atenção em inúmeros pontos. Suas rugas carecem de ser higienizadas a cada três dias. É fundamental que a parte de dentro seja asseada com cuidado e não fique molhada uma vez que há um perigo de multiplicação de fungos e assaduras. Procure empregar um produto que limpe, removendo as imundícies e deixando a área sequinha, evitando umidade que gera mau cheiro e inflamações.
Os olhos do Pug, por serem saltados, têm que ser higienizados com soro fisiológico. É significativo ter o cuidado de secar a quantidade excessiva com gaze a fim de que as rugas não fiquem molhadas. Caso perceba muita secreção, procure um veterinário pois inflamações mais graves poderão levar o espécime à perda de visão.
O dono também poderá ter certa dificuldade no momento de dar banho no bicho. Alguns, até mesmo, podem se habituar com a água, principalmente se forem instruídos para isto desde pequeninos, mas a maioria não é muito fã da hora do banho. Doenças genéticas não são habituais nesses cachorros devido às suas linhagens pedigrees.

Cuidados da Raça Pug

Como qualquer cão, o Pug tem que ser alimentado exclusivamente com ração de boa qualidade e ter sempre água limpa e fresquinha à disposição. Inúmeros possuem propensão ao excesso de peso, logo deve-se limitar a quantia de ração que, para os adultos deve ser fornecida duas vezes ao dia. Tem que se evitar doces, alimentos bastante gordurosos e condimentados. É fundamental lembrar: chocolate é considerado veneno para os cães, porque afetam o fígado.
Bote o Pug para adormecer em uma cama limpa, confortável e distante de correntes de ar e mudanças bruscas de temperatura. Esta raça nunca deve permanecer do lado externo de casa, porque são cães para dentro da moradia.
No que diz respeito à pelagem, precisa ser escovada todos os dias, para retirada de pelos mortos que, de outra maneira, caem pela casa. Soltam muito pelo, especialmente no outono e na primavera. As escovadelas diárias ajudam neste processo e previnem a sujeira abusiva no lar.

Filhotes do Pug

Os filhotes, em contraste com os cachorros adultos, geralmente são muito travessos e divertidos, repletos de energia. Consoante os criadores, caso sejam instruídos desde filhotes, podem ser cachorros bastante educados e receptivos.
Outro alerta importante para a boa convivência com a espécie é o instaurar limites bastante claros para o cão desde muito novo, do contrário, o dono será capaz de ficar refém do animal muito rápido.
Normalmente sua coloração muda muito desde o momento do nascimento. Os exemplares de cor bege, costumam nascer muito mais escurecidos, em principal na parte da cabeça e dorso e a pelagem vai clareando com o transcorrer do tempo.