O desmame para cães filhotinhos pode acontecer com 6 ou 7 semanas, nessa fase eles ainda estão aprendendo competências essenciais e sua mãe, aos poucos, os deixa desacompanhados por um bom espaço de tempo. Os filhotinhos que ficam com a ninhada ao longo de pelo menos três meses são mais suscetíveis a desenvolver boas habilidades sociais, pois uns agem como modelos aos outros.
desenvolvimento-filhote-cachorroNo momento em que os cães são separados de seus parceiros de ninhada muito cedo, eles, às vezes, não conseguem desenvolver competências sociais essenciais, como enviar e receber sinais, o processo de hierarquia (quem é responsável), que pressão de boca é admissível (mordida inibida), e assim por diante. O jogo e os divertimentos são importantes para cães, porque aumentam a destreza, a interação social e os auxiliam a apreender seus limites.
Por meio dessas interações com a genitora e parceiros de ninhada, os cães aprendem o que é ser um cão. Durante as primeiras oito semanas de idade, as aptidões não adquiridas são capazes de ser perdidas por muito tempo.
A grande parte dos cachorros é considerada filhote até 2 anos de vida, ainda que o comportamento infantil possa acabar mais cedo ou mais tarde em certas espécies. Os estágios listados abaixo são fundamentais e muito constantes. Por outro lado, os cachorros estão capacitados a aprender novos comandos e a treinamentos bem além da etapa de filhote.

Estágios de desenvolvimento dos filhotes:

O estágio neonatal: Nascimento a duas semanas

Os sentidos do toque e do gosto estão imediatamente presentes após o nascimento. A mãe tem a maior influência acerca do cãozinho.

O estágio de transição: duas a quatro semanas

A mãe e os companheiros de ninhada permanecem a influenciar o comportamento do cãozinho. A sensação de audição e olfato se desenvolvem, os olhos começam a abrir e os dentes começam a aparecer. Um cachorrinho começa a ficar em pé, anda um pouco, abaixa a cauda e late. A visão de um filhotinho está bem desenvolvida pela quarta ou quinta semana.

O estágio de socialização: três a doze semanas

Um cachorro precisa de momentos para notar outros animais de estimação e indivíduos no decurso desta etapa. De três a cinco semanas, o jogo torna-se crucial ao passo que um cachorrinho torna-se consciente do seu entorno, companheiros (homens e cães) e convivências. A influência dos irmãos do filhote aumenta entre 4 e 6 semanas, visto que ele ou ela assimila mais a respeito do fato de ser um cachorro.
De 4 a 12 semanas, a relação do cachorro com as pessoas acaba por se tornar mais instigante. Com os parceiros de ninhada o cachorrinho aprende a jogar, brincar, desenvolve habilidades de socialização, aprende a mordida inibida, percorre seus limites sociais e hierarquia e aprimora a coordenação física. De cinco a sete semanas, um cãozinho necessita de relação humana positiva, porque ele ou ela desenvolve curiosidade e explora novas experiências.
Um filhote tem pleno uso de seus sentidos por sete a nove semanas. Nessa etapa ele se encontra refinando sua coordenação e habilidade física e é capaz de iniciar a ser instruído.
Entre 8 e 10 semanas, um cãozinho é capaz de experimentar um medo real envolvendo equipamentos e experiências cotidianas. No decorrer desse estágio, um cão carece de apoio e reforço positivo.
Aumentar as respostas, avançar as aptidões sociais com companheiros de ninhada (contato apropriado), investigar o entorno e os itens ocorre de nove a doze semanas. Esse é um ótimo momento para iniciar o treinamento elementar, visto que um cachorro vai começar a se juntar mais nas pessoas.

O estágio de classificação: 3 a seis meses

Ranking (liderança e resignação) dentro do aglomerado familiar ou “pacote”, abrangendo pessoas, é observado e utilizado por um cão nessa etapa.
Um conjunto de filhotinhos de cães, que agora é capaz de adicionar os de outras espécies, torna-se importante na vida dele. Começam a dentição e mastigação.
Um cão experimenta outro momento de temor aos quatro meses de idade, portanto apronte-se com reforço positivo e apresentações de materiais e situações.

O nível da adolescência: seis a dezoito meses

Um filhote de cachorro é capaz de enfrentar os seres humanos como parte da análise de seu território. Aos sete a nove meses, um filhote vai começar a sondar mais seu território, originando uma nova etapa de mastigação. Um cachorro irá experimentar o princípio do comportamento sexual, caso não esterilizados ou castrados.

Uma parte básica da sociabilização de um filhotinho é baseada na atitude de sua mãe – relaxada ou esquisita – com relação às pessoas. O modo como você interage com seu novo cãozinho ainda pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento do pet. Brincar, acariciar e falar com seu cachorro é eficiente para auxiliar o pequeno a desenvolver as habilidades para ser um excelente membro da família.