São Bernardo – Principais Informações

São Bernardo – Principais Informações

Quem não assistiu aquele filme chamado “Beethoven” que alcançou uma fama imensa no fim do século XX?! Ele segue a história de um cachorro, que dá origem ao título deste filme, que é da raça “São Bernardo”. Após o sucesso deste filme, essa espécie foi crescendo em total de fãs por todo o mundo!
De todos os cachorros da espécie São Bernardo preparados pelos monges, o que mais se destacou nos salvamentos foi o audacioso Barry. Barry, que ajudou quarenta pessoas no decorrer de sua vida, teve seu corpo enchido por palhas, em um procedimento chamado “Taxidermia”, e inclusive foi mostrado no Museu de História Natural de Berna, na Suiça.
É frequente observarmos fotografias de São Bernardos utilizando uma caixinha atada em seu pescoço, tal como um kit salva-vidas. O caso é que eles nunca utilizaram aquela pequena caixa Estes resgates decorriam em grupos de 4 cães: 2 deles ficavam aquecendo a vítima, outro ficava lambendo-a para revitalizá-la e o outro ia atrás de auxílio humano. Isto que é trabalho em grupo!

Origem e História do São Bernardo

Oriundo dos Alpes Suiços, o São Bernardo é um cachorro que provém propriamente dos antigos Molossos de Roma e possui atributos, mesmo que hoje estejam bastante alterados, dos cachorros Dogue Alemão, o Bloodhound e o Mastiff. Seu nome provém de ‘Hospice du Grand St. Bernard’, monastério situado nos Alpes onde era passagem obrigatória para viajantes que cruzariam aquele lugar.
Primeiramente, foi usado para auxiliar no guiamento de carroças e ainda como cachorro doméstico e também para companhia, porém sua imensa competência era em resgatar turistas desaparecidos, estima-se que esse cachorro socorreu bem mais que 2.000 vidas em cerca de 300 anos de trabalho como cachorro salva-vidas.
Segundo especialistas, foi só no século dezoito, que esta raça foi empregada em salvamentos, apesar disso há relatos que a sua adoção ocorreu no ano de 1660! Ele não só avistava as pessoas em perigo, mas obtinha o resgate e ainda ficava do lado das vítimas dando auxílio e aquecendo-as.

Características Físicas do São Bernardo

caracteristicas-sao-bernardo Esse cão é vigoroso, bastante forte e excessivamente resistente. Por conta disso, ele é bastante resistente a temperaturas muito frias e a condições perigosas. Seu porte físico pode chegar no máximo 90 quilos no caso dos cachorros de pelagem longa – há duas variedades de São Bernardo, os de pelo longo e os de curto. A raça São Bernardo pode mensurar até 90 centímetros, sendo setenta centímetros nos machos e sessenta e cinco centímetros para as fêmeas.
As orelhas deles são muito características, sendo em um molde de triângulo, muito maiores se comparadas às outras espécies!
Sua pelagem é densa e alisada, tendo sua cor mais comum o branco, incluindo um manto ferrugem na extensão da coluna e manchas negras em seu focinho – geralmente nos olhos e orelhas. Você pode ser capaz de avistar São Bernardos nas alternâncias de vermelho e branco e também pardo. Outra qualidade um tanto quanto frequente é o denominado “colar”, uma cor grandemente clara ou escurecida em volta do pescoço.

Temperamento do São Bernardo

guia-sao-bernardo O São Bernardo é um cachorro fiel, amável, afável e extremamente paciente com as pessoas! Foi por conta disso que ele foi utilizado como um cachorro salva-vidas. Inclusive com indivíduos estranhos a ele, ele também é muito tranquilo! Todavia, por ser muto companheiro, ele pode chegar a ser muito desconfiado e ciumento.
Não que sua característica principal seja as diversões, entretanto, em algumas situações, ele se torna bem divertido e pode fazer bastante bagunça do lado de quem ama. Quando o seu dono se distancia, ele julga que deve guardar a sua propriedade, por isso ele é além de tudo um excelente cão de proteção, intimidando qualquer estranho e avisando quando preciso.
Um ponto curioso é o caso de ser facilmente ensinado, ficando na centésima décima terceira colocação da tabela das raças de cachorro mais inteligentes do planeta. É especificado que o São Bernardo desenvolve um comando específico após ser repetido de quarenta a 80 vezes, tendo a chance de entender a ordem em uma só tentativa em trinta e três por cento.

Vantagens em se ter um São Bernardo

Ele sempre redobra a sua prudência no momento em que se sente um cão de proteção. Seja em sua residência ou fora de casa, devido a seu impulso natural de ser um cão de salvamento, ele fica toda hora alerta se algum acidente aconteça.
Ele ama a meninada, isso é de conhecimento de todos! todavia, ele se sente mais achegado com a pessoa que ele enxerga como um “pai”, ou melhor, caso você deseje um cachorro para lhe fazer companhia, ele é o exemplar mais que adequado! Além disto, ele é profundamente dedicado com todos de casa e estará a toda hora com ânimo para agradar a todos.
Se seu lar for enorme ou tiver um ambiente bastante amplo, ele irá ficar bem a vontade, todavia, do contrário, ele também se habitua a ambientes pequenos, desde que você o leve para passear – três a quatro vezes por semana, pelo menos.

Pontos fracos do São Bernardo

Fique alerta a certos sintomas que o seu cão pode manifestar! Ele é capaz de demonstrar um enorme problema de formação incorreta da união da cabeça do fêmur junto à bacia. É interessante levar o cão no médico-veterinário sistematicamente com a finalidade de identificar o problema ainda quando jovem.
O tumor nos ossos é mais um problema comum nos cachorros desta espécie, normalmente ocorrendo a partir dos 5 anos de vida. A doença possivelmente está mais avançada, caso o seu cão se encontre com muita dor e prostrado.
Este cão não se acostuma bem em países quentes, pois eles podem desenvolver piodermatite – uma contaminação que ocorre por conta do excesso de umidade. A chuva é extremamente prejudicial para o cão, eles são imensamente frágeis a umidade climática, ou melhor, inclusive a limpeza necessita de ser regrada: o banho deve ser limitado a uma vez a cada mês.
A quantidade de ração também deve ser balanceada: o sugerido é que você veja um especialista para conhecer a quantidade apropriada de alimento que seu São Bernardo deve consumir, porque, caso esteja desequilibrada, pode ocasionar uma Torção Gástrica.
Leve em consideração que seu cachorro pode dar crises de epilepsia, essa que não tem recuperação e causa muitas convulsões, que só serão contidas com remédios. Sugere-se que esse cachorro não seja posto para reprodução, se possuir esse distúrbio.

Como tomar conta de um São Bernardo

Uma atividade física deve ser feita todos os dias no cuidado deste cachorro, porque eles inclinam-se a ser gordos. Contudo, não é uma atividade simples: essa espécie exaure com facilidade, devido ao seu físico gigante, que o faz caminhar devagar, ou seja, esta atividade vai demorar um pouco de tempo além da conta.
Caso você escolha comprar um espécime deste, saiba que você carece de bastante espaço.
Com relação a alimentação, prepare-se: esse cachorro tem um custo altissímo para a preservação das suas refeições. Dê a melhor ração possível para evitar problemas habituais à raça e veja um médico-veterinário para compreender qual a quantia apropriada para que seu cachorro não fique obeso.
O São Bernardo tem a propensão de babar muito e certos cuidados devem ser considerados a fim de manter a limpeza de sua residência.
Ao escovar o seu São Bernardo, concentre-se na sua cavidade bucal e seus olhos, porque o pelo dele pode agrupar vários nós e sujeiras ao longo da pelagem; e este cuidado deve ser diariamente.

Filhotes de São Bernardo

filhote-sao-bernardo As visitações ao veterinário devem ser constantes, principalmente quando são filhotes, porque esta raça tem que ser seguida regularmente, especialmente em consequência do seu crescimento rápido. A cria de São Bernardo carece de ingerir alimentos ricos em proteínas e fontes de cálcio, pois sua ossatura e seus músculos precisam de um cuidado maior. Se não nutridos propriamente, essa raça pode gerar uma descalcificação e a displasia pode despontar no seu cão. Entretanto não alimente-os por sua própria conta! O veterinário é o profissional mais aconselhado para orientá-lo nesta dúvida. Só ele saberá o que seu cachorro necessita, apontando a marca mais adequada e a quantidade certa.
Desde filhotes, você pode começar a educá-lo, assinalando o que é correto e o que não é correto. Assim, você vai demonstrando, desde pequeno, até onde é o limite dele e deixando-o mais educado no momento em que estiver adulto.
Quando for comprar um pequeno filhote, existem alguns quesitos essenciais que você deve estar atento: Pesquise os mais fortes, os avantajados, que possuam uma cabeça avantajada, uma coloração escurecida em seu focinho e que possuam uma excelente função motora também.

São Bernardo – Principais Informações
Avalie esta postagem