Você sabe se seu animal consegue rir?

Você sabe se seu animal consegue rir?

Quando um espécime demonstra felicidade, isso é idêntico a dar risada?
Quantas vezes você pegou seu cão se mostrando culpado? Ou percebeu seu gato dormindo ao sol, luzindo de alegria?
É divertido imaginar – e tranquilo de assumir – que os animais entendem nossas emoções. Porém, há pouco tempo, foi registrado que certos animais de fato compartilham um traço bastante humano: o riso. Análises entre cachorros, roedores, chimpanzés e outros símios sugerem que essas raças exprimem um som único em resposta ao júbilo.
Verificar se os espécimes podem rir não é algo novo. Esta teoria se origina desde 1872, na ocasião em que Charles Darwin falou sobre “A expressão de emoções no ser humano e nos bichos”. Ele se concentrou em chimpanzés e outros símios, e constatou que eles davam uma resposta idêntica ao riso ao sentir cócegas ou serem apalpados. Décadas depois, análises equivalentes afirmaram que estes sons são semelhantes aos risos dos seres humanos. A pesquisa também mostrou que os símios passaram os últimos dez a dezesseis milhões de anos aprimorando esta competência.

animal-expressa-alegriaCachorros gargalham

Há pouco tempo, em 2001, uma cientista isolou um ruído que os cachorros efetuavam apenas durante o jogo, que ela registrou como uma “exalação forçada e arquejante”. Com a checagem de espectrografia, ela comparou este som com os demais que os cães realizam: grunhindo, choramingo, ofegantes e latidos. Quando analisado em um espectrógrafo – um invento que mede ondas de sons – o ruído parecido com a risada cresceu, enquanto o som esbaforido – um ruído canino mais parecido com ele – continuou muito baixo.
Mesmo outros cachorros parecem diferenciar e vincular o “riso” com regozijo. Quando a cientista colocou o áudio para outros cachorros, alguns foram atrás de brinquedos e outros “se divertiram” rumo à origem de emissão do ruído. Estes efeitos positivos foram observados em filhotinhos, tal como cachorros mais velhos.
Não sinta-se horrível caso você nunca observou seu próprio cão – ou o seu próprio primata, naquele caso – sorrindo. O ruído creditado como o riso nessas espécies é bem mais respirável que o riso do homem, e mais semelhante com um barulho ofegante do que uma gargalhada plena.

Ratos sentem cócegas

Mesmo os ratos têm seu próprio ruído de prazer único. No fim dos anos 90, cientistas observaram que, quando fazia cócegas na região da nuca de ratos bebês, eles fizeram um ‘chirp’ único. O estudo constatou este ruído em ratos em jogo. Em levantamento posterior, o som foi percebido como um ‘chirp’ ultrasônico de alta intensidade.
Com tantas espécies de ratos, ainda não se entende se outros compartilham um som semelhante com uma risada. Todavia estudiosos vêm pesquisando essa suposição. Uma equipe de cientistas está pesquisando sistematicamente imagens de animais no YouTube e perceberam que diversos deles reagem ruidosamente ao serem mexidos. Eles não confirmaram se é o riso como conhecemos, porém entendem que os ruídos parecem estar associados à alegria.

 

Você sabe se seu animal consegue rir?
Avalie esta postagem