O GLOBO dos Animais

Parson Russell Terrier – Principais Informações

O título Parson Russell Terrier é usado pelo American Kennel Club e o Britain’s Kennel Club para evitar confusão com Terriers que usam o nome de Jack Russell Terrier, que é registrado pelo Jack Russell Terrier Club of America. O Parson Russell e o Jack Russell são basicamente a mesma raça, com pequenas diferenças de tamanho em seus padrões da raça;
O Jack Russell ou Parson Russell Terriers possuem 2 tipos de pelagem: macia e quebrada;
Várias estrelas americanas possuem ou possuíram um Jack Russell Terrier. Entre estas estrelas Mariah Carey, Bette Midler, Paul McCartney, Goldie Hawn, Lindsey Lohan e o nadador olímpico Greg Louganis;
O Jack Russell é fantástico em saltos. Ele pode saltar até cinco vezes mais que seu tamanho;
Se você não mantiver o controle e ensiná-lo adequadamente, ele vai acabar subjugando você com o intuito de fazer o que ele tiver vontade.

Início e História do cachorro Jack Russell Terrier

Foi o reverendo John Russel quem inicialmente se interessou pela espécie, passando a cuidá-la para que exemplares do animal conseguissem acompanhá-lo na caça de raposas, em meados do século XIX.
Foi somente no ano de 1990 que o The Kennel Club reconheceu de forma oficial a espécie e divulgou um modelo temporário dela sob o nome de Parson Jack Russel Terrier, de maneira que só em 1991 a espécie foi reconhecida de forma oficial pela Federação Cinológica Internacional (FCI).
Após a sua admissão protocolar, uma sucessão de clubes oficiais da espécie foram criados a fim de que não houvesse a oportunidade de que ela se perdesse. O Jack Russell Club Americano é um bom exemplo disto e, desde sua criação, está entre os grandes agentes pela emissão de registros de pedigree para filhotes da raça.
Sobre a sua linhagem, há quem diga que ela é resultado da mestiçagem entre cachorros da antiga raça chamada Trump (da linhagem dos Terrier), Bulldogues e Beagles. Apesar disso, há ainda quem afirme que a espécie é fruto do cruzamento entre o Terrier Preto e Dourado (também conhecido pelo nome de Black and Tan) e o extinto Old English White Terrier.

Aspectos corporais do cão da raça Jack Russell Terrier

O Jack Russell Terrier possui o crânio achatado e o tamanho de seu focinho, do stop ao focinho, provavelmente é levemente menor à da cabeça. A mandíbula é resistente e as orelhas, de excelente consistência, são em botão ou inclinadas. O nariz normalmente é escuro.
O corpo é compacto e musculoso, mais alongado do que elevado. A cauda é resistente e retilínea.
Medindo em torno de 25cm de altura, o Jack Russell é um cão que pesa entre 5 e 7 quilos. Sua pelagem pode ser sedosa e curta, rígida e espetada ou “quebrada”. A cor e a padronagem da pelagem da raça são especificadas por volta de cinquenta por cento de fios esbranquiçados, contando com manchas nas pigmentações castanho e escura ao redor do corpo.
Embora seja um cachorro baixo, o Jack Russell não tem que ser criado como um, porque corre o risco de ocasionar diversos problemas. Lugares trancados ou limitados além da medida, como apartamentos, não são sugeridos para esta espécie que conta com altos índices de vigor e uma energia quase interminável. Devido a isso esse cão precisa fazer exercícios físicos com muita frequência a fim de que seja capaz de viver com saúde.

Temperamento do cão da raça Jack Russell Terrier

O Jack Russell é um Terrier dinâmico, carinhoso, destemido e confiante. De todas as raças Terrier, o Jack Russell é o que mais chegou perto da finalidade ao qual foi criado: caçar e perseguir raposas e texugos. Ele adora o campo e os ambientes abertos e pode correr durante todo o dia. É firme e saudável e não gosta de ficar amarrado. É firme, adaptável e bastante veloz.
É um cão de trabalho e este impulso provavelmente será preservado. Nervosismo, covardia ou exagero de agressividade carecem de ser desencorajados. No mundo todo, o cão é conhecido por ser uma espécie dinâmica e confiante.
É uma raça energética que será o dono da casa se tiver possibilidade. Em nenhum momento deixe que ele imagine que está no domínio, por isso tem que receber instruções constantes do dono. Ele ama cavar no jardim, passar embaixo da cerca, lembrando os tempos em que escavava para caçar texugos em suas tocas.
Possuem inclinação de ficar vagueando caso não sejam presos em um lugar reservado para eles. Não devem ser deixados sozinhos com pássaros ou roedores, entretanto pode conviver bem com gatos. É bastante adaptável e pode naturalmente alterar sua forma de viver.

Vantagens de se obter um cachorro da raça Jack Russell Terrier

O Jack Russel é muito esperto e forte, um parceiro afetivo e contente que acrescenta bastante alegria no convívio em família. É um bom parceiro e trabalha sem empecilhos, também é capaz de ser um bom cão de cura. Além disso, possui um tamanho bastante apropriado. O temperamento ofensivo com outros cachorros ou pessoas jamais deve ser aceito. Não seja enganado por um Jack Russell que você pode observar na televisão ou nos cinemas.
A obediência do Jack Russell tem que ser levada em consideração. Todos os Terriers são capazes de ser um desafio no teste de obediência, não é simples trabalhar com estes cães. Por causa de sua sagacidade e espírito independente, de vez em quando é capaz de ser mais complexo de instruir do que o imaginado.
São cães convenientes para quem é enérgico e ama um desafio. São muito convenientes para aqueles que desejarem um companheiro para cooper ou para participar de competições de agility, nas quais suas particularidades são mais do que bem-vindas.

Problemas comuns ao Jack Russell Terrier

O Jack Russell é um cachorro muito saudável e, apesar de todos os Terriers terem, frequentemente, boa saúde e quase todas as raças terem um ou mais problemas hereditários, o Jack Russell sofre poucas alterações em seus genes. Os problemas mais usuais são deslocamento de retina e catarata em algumas linhas, e a luxação da patela tem chance de aparecer em outras. Assegure-se de questionar ao criador se eles foram afetados por distúrbios genéticos.
Precisa-se ter singular atenção para Doença de V Williebrand, uma insuficiência de coagulação sanguínea; Epilepsia, que pode ser proporcionada por inúmeros motivos e o tratamento vai diversificar conforme o diagnóstico efetuado pelo veterinário e dermatites e eczemas, habitualmente ocasionados pelo surgimento de fungos.
O Jack Russell Terrier é capaz de ser um excelente parceiro para uma criança mais crescida que tenha mesmo nível de atividade, contudo ele não morre de amores por crianças menores. Eles não são pacientes quando puxam suas orelhas ou cauda e não hesitarão em rosnar ou morder se extrapolarem o seu limite de tolerância.

Como criar um cachorro da raça Jack Russell Terrier

O Jack Russell Terrier tem muita energia, precisa de muita atividade física e apesar de ser pequeno, não é indicado para apartamentos, a não ser que você se comprometa a passear bastante com ele, pelo menos 2 vezes ao dia.
Se possuir um cão dessa espécie, planeje suas visitas antes de elas chegarem na sua residência. O Jack Russel vai saltar e brincar com qualquer pessoa que os permita fazer isso. Como recomendado a todas as demais espécies, equilibre a alimentação dele. Dessa forma fica mais simples prevenir transtornos sérios de saúde, como doenças cardíacas e artrite.
Penteie o cachorro desta raça sistematicamente com um pente emborrachado a fim de controlar a queda da pelagem. Há 3 modelos de pelos: macio, áspero e rígido. Os de pelagem macia são os que mais sofrem com a queda.
Os banhos precisam de ser dados no momento em que o espécime estiver imundo e é capaz de ser dado em sua residência. As unhas precisam de ser aparadas uma vez por mês.

Crias do cachorro Jack Russell Terrier

Comece a instruir o seu Jack Russell no dia em que você o levar para casa. Mesmo com Oito semanas de vida, ele pode assimilar de tudo o que você for capaz de ordenar. Nunca aguarde ele fazer seis meses de idade para começar o adestramento ou você vai ter um cachorro obstinado e complicado de cuidar.
Se viável, ponha ele em um jardim de infância para filhotinhos quando ele estiver com 10 a 12 semanas de vida para que você seja capaz de começar a criar um forte treino de socialização. Na grande parte dos casos, estas classes vão requerer que seu cachorro já esteja vacinado contra certas doenças. Aguarde até a aplicação de todas as vacinas e inicie o treinamento.
Enquanto isso você pode começar a adestrar o seu cachorro em casa e socializar o pet entre conhecidos e sua família até que as vacinações estejam concluídas. Propicie ao seu Jack interações positivas com outros cachorros precocemente. A sociabilização adiantada é importante para evitar a hostilidade a outros cachorros.

Parson Russell Terrier – Principais Informações
Avalie esta postagem