O GLOBO dos Animais

O amado cão Bulldog Francês

Martha Stewart tem uma página na internet exclusivamente sobre os Bulldogs;
Miss Asia Kinney, cadela de Lady Gaga, é uma Buldogue Francês e uma verdadeira estrela. Ela e seu irmao, Koji, são fundamentais na vida da Mãe Monstro. Miss Asia Kinney também foi a garota propaganda da Coach;
Celebridades internacionais que adoram seus Buldogues Franceses: Eva Longoria, Hilary Duff, Lady Gaga, Hugh Jackman, Ashley Olsen, Leonardo DiCaprio, Chrissy Teigen e John Legend, Dwayne Johnson, Rachel Bilson, Zach Braff, Reese Witherspoon, David e Victoria Beckham, Jack Osbourne, Carrie Fisher;
Previna não deixando os seus Bulldogs pertos de piscinas ou demais lugares semelhantes, uma vez que eles não são excepcionais nadadores;
As ruguinhas do Buldogue Francês no rosto vêm do Buldogue Inglês. Elas foram propositadamente elaboradas no Buldogue Inglês a fim de que o sangue não caísse nos olhos, se o cachorro se machucasse em uma briga;
As distintas “orelhas de morcego” não eram admiradas por todo mundo. Antes, certos criadores as preferiam caídas;
Essa raça emite alguns sons bem peculiares: roncos, grunhidos e até bufadas (sempre que está ofegante);
Eles ainda possuem propensão a babar e a possuir gases;
Para alguns, essa espécie é a mais querida do mundo;
A proliferação do Buldogue Francês é realizada por inseminação artificial. As patas frontais não aguentam todo o peso dos Bulldogs machos, devido a isso eles não consegue cobrir adequadamente a cadela, quando está no cio.

Origem e História do lindo pet Buldogue Francês

Mesmo que seu título seja referente a uma procedência francêsa, sua procedência deu-se em Nottingham, Inglaterra. Ainda que seja menor e leve, o Buldogue Francês lembra o Buldogue Inglês. A hipótese é de que o Buldogue Francês teria sido introduzido no decurso do século XIX por operários ingleses têxteis, e logo depois cruzado com vários cães caçadores de roedores, como Carlins e, com certeza, com outro Dogues da região norte da Bélgica.
O cachorro que adveio desse acasalamento foi apreciado como caçador de ratos por muitos comerciantes, mercadores de vinho e açougueiros que decidiram, em torno de 1880, desenvolver a espécie e conceder-lhe o aspecto de hoje. Primeiro, foi querido pela classe operária e, logo em seguida, por burgueses e artistas do período.
O Buldogue Francês cresceu na França e na Europa, e seu encanto rapidamente foi percebido pelos americanos também. A raça foi logo nomeada de forma carinhosa de “Frenchie”, nome utilizado até hoje.

Características do Buldogue Francês

Possui uma cabeça achatada, bastante enrugada e grande, muito rígida e quadrática. Suas narinas são bem abertas e seu focinho é escurecido. Os olhos, alertas e contornados por pálpebras pretas, são escuros, arredondados e grandes. Suas orelhas apresentam-se retilíneas. O pescoço, ligeiramente apertado, é pequeno; o peito largo; o dorso musculoso; e os quadris gorduchos. Suas patas são muito arredondadas, as patas traseiras são bem eretas, espessas e pequenas e as patas frontais relativamente mais extensas e bem musculosas. Sua cauda de inserção é bastante inferior e muito estreita e fixa às nádegas.
Seu pelo é reduzido, liso e reluzente. Esta raça tem vários tipos de pelos, desde os brancos e tigrados (uma espécie de branco malhado) e os tigrados (pelagem escurecida e avermelhada, misturada, ligeiramente escura). Todas as tonalidades do fulvo são permitidas, do vermelho ao café com leite. Caso você observe um espécime totalmente esbranquiçado, compreenda que ele é tido como tigrado com manchas esbranquiçadas. Esse espécime apresenta-se com um focinho bastante escuro, com a ponta dos olhos escurecida e uma leve despigmentação em seu focinho, em alguns casos.

Temperamento do cão Buldogue Francês

Apesar da fama violenta, o cachorro Buldogue Francês é muito carinhoso, sagaz, sentimental e nobre. É muito sossegado com os idosos e muito receptivo a brincadeiras infantis. Gostam de estar com sua família e um carinho nunca pode faltar a fim de deixá-los contentes. Valente e brincalhão, ama fazer palhaçadas, sendo um cachorro bastante engraçado.
É um cachorro que esbanja amor para com seus companheiros humanos, tanto quanto ele adora receber o mesmo tratamento reciprocamente. No momento em que existe outros cães por perto, eles se tornam ciumentos e bem inseguros. Socialização é uma dever para esta espécie.
Com uma natureza que é ao mesmo tempo bem-humorada e brincalhona, o Buldogue Francês precisa relacionar-se com alguém que é firme e paciente com todas as travessuras e comportamentos que o fazem tanto frustrante quanto simpático. Os Bulldogs apenas latem no momento em que existe uma justa causa para isso, do contrário eles tem o costume de ser bem tranquilos nesse ponto. Esta é uma espécie altamente alerta que late criteriosamente. Caso aconteça um latido, é ideal prestar mais atenção no que está ocorrendo.

Benefícios de ter um Bulldog Francês

Além do seu comportamento dócil, o Bulldog tem uma pelagem fácil de ser tratada. A pelagem não cai com demasiada intensidade, tanto é que basta uma simples penteada esporádica a fim de manter o pelo desse espécime com saúde. Comece os cuidados de manutenção do corpo do seu Frenchie na ocasião em que ele ainda é filhote a fim de que ele se habitue a ficar em uma mesa ou no solo enquanto você ou outra pessoa efetuam o trabalho.
Apesar de ser muito travesso, ele também adora passar bastante tempo em seu sofá, curtindo uma preguiça. Buldogues Franceses são inteligentes, e treiná-los é simples, desde que você comece a fazer o treino aparentar um jogo agradável. São bem teimosos

Problemas habituais do Bulldogue Francês

São cães bastante vigorosos e saudáveis. Contudo os cuidados com esses cães devem ser regulares. Inicialmente: jamais deixe o seu cachorro exposto a um calor extremo. Como ele conta com um focinho bastante curto, isso faz com que ele seja predisposto a diversos problemas de respiração. E nunca passeie com ele em horários e climas bem quentes.
O problema mais preocupante que afeta o Buldogue francês é o câncer, em contrapartida, o acontecimento mais habitual para a espécie são problemas associados com obesidade. Em cães de porte maior, com demasiada frequência apresentam dificuldades respiratórias, problemas cardíacos, problemas nas costas e nas vértebras e ainda por cima luxação da patela e displasia coxo-femural.

Cuidados da Raça Bulldog Francês

Um passeio matinal, todo dia, é necessário com o intuito de manter a saúde do seu Bulldog boa, porém não é fundamental excessos de atividades físicas. Eles não lidam muito bem com o calor intenso, em função de serem braquicefálicos. Tem de ser monitorados em dias muito quentes a fim de garantir que eles não desidratem. Nunca caminhe em dias muito quentes, com altas temperaturas. O adequado seria pela manhã cedo ou no final do dia.
Diversos buldogues franceses gostam de brincar e vão consumir boa parte do seu tempo em diversas atividades, todavia eles não possuem tanta energia assim. Você pode tê-los em apartamentos ou residências sem bastante espaço.
Ao treinar um buldogue francês, leve em conta que, ainda que eles sejam inteligentes e normalmente ansiosos para agradar, eles também possuem vontade própria. Porém o adestramento é significativo, uma vez que, se você quiser ele dentro de sua casa, é preciso que ele esteja bem adestrado.
Sempre observe a sua pelagem se existe alguma coisa de incorreto, como: inflamações, crostas, lesões ou marcas estranhas. E não se esqueça de inspecionar seu olho, gengivas e dentes, e inclusive suas orelhas. Se houver alguma coisa de incorreto, está na hora de consultar um médico-veterinário para alguns exames.

Filhotes do pet Bulldog Francês

Esta espécie não se prolifera com naturalidade, assim como o seu parente da Inglaterra. Por esta espécie ter um parto complicado, devido ao tamanho e formato de seu crânio, a cesariana é necessária.
O filhote deve ser ensinado desde cedo para que seja capaz de desenvolver-se corretamente. Deve-se tomar atenção dobrada ao quesito da socialização do animal. Deve-se evitar que o filhote salte grandes alturas para que o impacto não prejudique as suas articulações ainda em constituição.
Observar o filhote que está adquirindo é importante, uma vez que eles já demonstram sua individualidade logo após o nascimento: aqueles mais tranquilos, brincalhões e sem agressividades são os mais adequados. Evite comprar cães bastante arredios, que se ocultem das pessoas, visto que este temperamento é capaz de dificultar a aprendizagem e a socialização.

O amado cão Bulldog Francês
Avalie esta postagem