Husky Siberiano – Informações essenciais

Husky Siberiano – Informações essenciais

Do nordeste da Sibéria, foram desenvolvidos pelos Chukchis pra arrastar trenós;
O uivado dos Huskies pode ser notado até 16 km de distância;
Resiste temperaturas geladas e seu porte físico é preparado para o ártico. Com pernas com muitos pelos pra afastar o clima frio e fortes com o intuito de dar tração, possibilitando que escavem e se resguardem dos ventos;
Eles têm a aptidão de controlar o próprio metabolismo pra não gastar suas reservas de gordura e nunca ficarem fadigados. Os pesquisadores não entendem como conseguem fazer isso;
Em 1925 um surto de difteria iria matar inúmeras pessoas em um povoado bastante distante e coberto por neve. O medicamento não poderia chegar de aeronave. O trenó liderado pelo cão da raça, Baldo, foi que trouxe o medicamento mesmo em situação de breu completo. Uma estátua foi feita em homenagem a Baldo e está no Central Park, em Nova York.

Origem e História do Husky Siberiano

historia-husky-siberiano O Husky é oriundo da localidade do rio Kolyma, na Sibéria do Norte, em que teria surgido há cerca de dois mil anos. A espécie foi produzida e consolidada por um grupo seminômade, os Chuktii, para arrastar trenós e apastorar o gado.
No ano de 1909, um comerciante de couros instaurou o Husky Siberiano no Canadá pra fazê-lo participar de disputas de trenó. Incluído no gigante Sweepstake do Alasca, disputado em torno de seiscentos e cinquenta km, esta primeira atrelagem de Husky Siberiano se mostrou considerável e, então, seus ancestrais não desdisseram as particularidades desse “puro- sangue” excessivamente forte, incansável e rápido.
Adquiriram fama em 1925, no momento em que houve uma praga na região do Alasca e estes cães foram utilizados pra trazer remédios aos necessitados. Essa espécie, a menor dos cães de origem nórdica, é inclusive a mais ligeira, e é esta impressionante presteza que se procura nos variados acasalamentos feitos para adquirir cachorros de trenós.
Registrada legalmente pelo American Kennel Club (AKC) na década de 30, a espécie veio para a França apenas em 1972. Desde então, o Husky Da Sibéria evoluiu eminentemente naquele lugar, e os exímios admiradores o fazem envolver-se em disputas de trenós.

Características Físicas do Husky Siberiano

Husky Siberiano é um cachorro considerado para o labor, de porte médio para grande e demasiadamente rápido. Seus movimentos são naturais e formosos e seu porte ligeiramente espesso, incluindo uma pelagem densa. Suas orelhas erguidas verticalmente e sua cauda em um formato de pincel sugerem que esse cão vem de origem nórdica. Possui um caminhar bastante característico além de ser delicado e à primeira vista não faz qualquer sacrifício em se movimentar, sendo inclusive tranquilo. As medidas das formas de seu corpo reproduzem o controle elementar de firmeza, velocidade e intensidade.
Pra suportar as baixas temperaturas, a espécie possui duas camadas de pelo, uma percebida como externa e outra por baixo da sua pelagem normal. As cores dos seus olhos são um elemento à parte, com cores claras e sólidas, como amarelo, verdes e azul.
Seu porte geralmente é revestido de pelagem em cores branca e cinza, ou esbranquiçada em combinações com outras cores, como avermelhado, cobre, escuro, marrom em um tom vermelho, além da cor branca. Habitualmente, suas pernas têm cor branca e apresentam marcas na cabeça e no rabo.

Temperamento do Husky Siberiano

temperamento-husky-siberiano Sagaz e aventureiro, é um cão muito malandro e alegre que tem necessidade da presença de outros bichos e de pessoas com o objetivo de se manter bem. Plenamente dedicado e apegado ao seu proprietário, chega a sofrer bastante ao ser afastado de seus proprietários, conseguindo ter depressão e falecer, porque, nesses casos, o cachorro costuma deixar de se alimentar por tristeza.
Profundamente dinâmica, a raça ama correr e necessita de residir em amplos lugares e abertos. Então, não é um cachorro ideal para pessoas que habitam em pequenos apartamentos.
Mesmo sendo visto como um cão bastante astucioso, o Husky pode manifestar determinadas dificuldades no momento em que estiver sendo ensinado, com dificuldades para entender as ordens específicas que lhe são entregues. Porém, a raça é bastante atenta e com o adestramento ideal é capaz de servir como um bom cão de proteção.
Dono de instintos de caça aguçados este cachorro tem a possibilidade de perseguir certos cães de porte menor, como felinos, coelhos ou demais roedores. Apesar de que seja um espécime amável, na quase totalidade do tempo, ainda pode vir a ser ofensivo quando agredido pelos demais cães, revelando toda sua resistência e habilidade de um animal de caça.

Vantagens de se possuir um Husky Siberiano

É um cachorro considerado de resgate, precisamente como os históricos São Bernardos. Ampliaram, desde seus antepassados, características de resgate bastante distintas. Por conta disso, caso seu proprietário passe por uma circunstância de perigo, certamente o Husky vai pedir ajuda para alguém bem perto, se não conseguir ele próprio fornecer auxílio.
É um cachorro extremamente esperto, de habilidades próprias. Em certos casos há narrações de cães Huskys que socorreram seus proprietários também de gigantes queimadas. São considerados inclusive os únicos espécimes que possuem a aptidão de avistar através de nevascas.
O Husky é contente e travesso, bastante digno e vaidoso, certas vezes jovial. São amigáveis com todos os cachorros e pessoas e são capazes de, seguramente, ser ótimos amigos para as crianças. Em contrapartida, muitos são teimosos, como todos os cachorros nórdicos, e podem ser ensinados a começar da mais nova idade.

Problemas normais ao Husky Siberiano

problemas-husky-siberiano Husky Siberianos, normalmente, são cachorros sadios que vivem mais de quinze anos de idade. É usual notar disfunções de alterações nos olhos, como catarata, glaucoma, distrofia da córnea, etc. Nos bichos mais velhos são diagnosticados casos de tumores e problemas alérgicos. A displasia na bacia pode surgir, todavia não é uma complicação habitual na raça.
Por ser um cão bastante peludo, é frequente afirmarem que o Husky Siberiano é difícil de tomar conta, porém não é! É muito fácil e prático. É um cachorro que não apresenta odores e não tem necessidade de banhos constantes, nem mesmo tosa. O cachorro costuma cultivar seu pelo com lambidas que produzem pouco aroma. É sugerido que os seus proprietários escovem o cachorro regularmente, principalmente no período da troca de pelos. A espécie é bastante saudável.

Como cuidar de um Husky Siberiano

Husky Siberianos precisam de exercícios entre 30 a 60min diariamente pra preservá-los em excelente forma física e pra não ficarem aborrecidos. São amigos ótimos de passatempos, embora não precisam de ser exercitados no calor do dia. Impressionantemente, eles necessitam de somente de um espaço mínimo e seguro para gastar sua energia.
O treinamento é primordial para esta raça. Eles irão se portar bem na aula, seguindo todas as instruções e comandos, mas em sua residência eles são capazes de tornar-se um cão desobediente. Isto poderá ser desanimador, mas você vai precisar de paciência, tempo e um tanto de persistência. Você vai precisar para retirar os pelos soltos pela casa toda se você optar por um cão dessa espécie.
O Husky Siberiano é um cachorro limpo e ele próprio vai levar algum tempo em se limpar, do mesmo jeito que um felino faz. Eles geralmente não têm cheiro de cachorro e esporadicamente precisam de banhos.
Limpe a dentição do seu cão, ao menos, 2 ou 3 vezes semanais para eliminar o acúmulo de tártaro e os germes que se escondem em seu interior. A escovação diária é melhor ainda se você desejar precaver enfermidades da gengiva e mau hálito.

Crias de Husky Siberiano

Desde muito cedo constata-se a extraordinária energia do Husky Siberiano e para evitar complicações, necessita-se aplicar determinado tempo na instrução do cão, sendo bastante recomendado que frequentem aulas de adestramento básico tão logo findem as vacinas.
Por causa de sua função original de arrastadores de trenós, os Huskies possuem uma forma de locomoção bem específica e que precisa ser observada desde a mais jovem idade, um misto de trote e galope. Esse é um dos motivos que necessita de ser muito examinado antes da obtenção do filhote. Um Husky não deve se deslocar com marchadas estreitas ou muito saltitante.
Não obstante sua boa natureza com as pessoas, não é usual que o Husky conviva bem com outros animais.

Husky Siberiano – Informações essenciais
Avalie esta postagem